Aprenda a ler e escrever o alfabeto do Japonês

日本語 アルファベットの読み書きを学ぶ

カタカナ Katanana
O Katakana (片仮名, literalmente "escrita fragmentada") é usado para se escrever palavras estrangeiras incorporadas ao japonês, transcrição de nomes e palavras estrangeiras, onomatopeias, nomes científicos e também para se dar ênfase. É normalmente comparado ao uso do itálico no português, apesar de haver muitas diferenças.

Como a escrita irmã, Hiragana, ele consiste em 5 vogais puras, 42 combinações consoante-vogal e uma coda sílabica (nunação). Cada caractere representa uma sílaba completa, com exceção da coda, que indica uma terminação em “n” (ou com menos frequência em “m”).
Play
a
Play
i
Play
u
Play
e
Play
o
Play
ka
Play
ki
Play
ku
Play
ke
Play
ko
Play
sa
Play
shi
Play
su
Play
se
Play
so
Play
ta
Play
chi
Play
tsu
Play
te
Play
to
Play
na
Play
ni
Play
nu
Play
ne
Play
no
Play
ha
Play
hi
Play
fu
Play
he
Play
ho
Play
ma
Play
mi
Play
mu
Play
me
Play
mo
Play
ya
Play
yu
Play
yo
Play
ra
Play
ri
Play
ru
Play
re
Play
ro
Play
wa
Play
n m
ひらがな Hiragana
Hiragana (平仮名, literalmente "escrita suave") é utilizada para as palavras nativas japonesas, especialmente partículas gramaticais, sufixos e gírias. Os radicais, incluindo os substantivos japoneses, são na grande maioria escritos em Kanji, os caracteres baseados no chinês. Quase todas as orações no japonês requerem uma combinação de ambos Kanji e Hiragana e as vezes Katakana. Embora os caracteres venham de uma forma cursiva do chinês, a ordem - chamada 五十音 (gojūon) "Os Cinquenta Sons" - vem do sânscrito. Isto acontece devido ao fato de que foi inventada por monges budistas que frequentemente liam textos em sânscrito.
Play
a
Play
i
Play
u
Play
e
Play
o
Play
ka
Play
ki
Play
ku
Play
ke
Play
ko
Play
sa
Play
shi
Play
su
Play
se
Play
so
Play
ta
Play
chi
Play
tsu
Play
te
Play
to
Play
na
Play
ni
Play
nu
Play
ne
Play
no
Play
ha
Play
hi
Play
fu
Play
he
Play
ho
Play
ma
Play
mi
Play
mu
Play
me
Play
mo
Play
ya
Play
yu
Play
yo
Play
ra
Play
ri
Play
ru
Play
re
Play
ro
Play
wa
Play
wo
Play
n m
漢字 Kanji
Kanji (漢字, literalmente "caracteres chineses") são caracteres logográficos, tipicamente usados para representar os radicais, apesar de também representarem palavras inteiras. Embora sejam baseados na escrita chinesa, eles não são idênticos aos usados hoje em dia, pois os caracteres japoneses assim como os sistemas chineses tradicionais e simplificados tenham sofrido mudanças divergentes. Muitos no entanto permanecem mutualmente compreensíveis, apesar de existir um alto grau de diferença entre as línguas faladas.

Os caracteres Kana são usados em conjunto com os Kanji, até mesmo na mesma palavra, para providenciar informações gramaticais e sufixos.

Para melhor entender o Kanji, pode-se criar uma analogia entre o uso dos radicais gregos e latinos no português. Por exemplo ambos o eu usado em eufórico e o u em utopia significam “bom”, mas possuem pronúncias levemente diferentes. Imagine se “bom” fosse representado por apenas um caractere ☺, criando ☺fórico e ☺topia.

Como o começo das palavras pode normalmente ser determinado pelo uso do Kanji, o japonês escrito não separa as palavras com espaços exceto nos livros de crianças e materiais de aprendizado.
ローマ字 Caracteres Romanos
O sistema de escrita japonês utiliza três alfabetos nativos diferentes, cada um com o seu propósito: Katakana, Hiragana e Kanji. Pode-se também utilizar o Rōmaji (ローマ字, literalmente "letras romanas") para especificar a pronúncia e comunicar outras características como marcas ou estrangeirismos. O rōmaji é pronunciado utilizando-se sons do Latim que são semelhantes ao do espanhol, italiano e outras línguas românicas.
Quando o Hiragana é usado para especificar a pronúncia do Kanji, ele é chamado de Furigana. Nas nossas lições nós usamos uma mistura de ambas as pronúncias furigana e romaji.
Mudar a língua Français Español English Deutsch Português 日本語